Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2017

(Resenha) Extraordinàrio de R. J Palacio

Extraordinàrio de R. J Palacio é um livro infanto-juvenil americano, que tem feito muitos leitores felizes. A história é narrada em primeira pessoa, pelo próprio protagonista principal: Auggie de apenas dez anos de idade. August é tão fofo e inteligente, que ao longo do livro, ele nos faz querer ser muito amigo dele. Eu amei esse livro. A capa, diagramação e tudo mais, publicado aqui no Brasil pela Editora Intrínseca. Ele já foi adaptado para as telas do cinema em filme. Se o livro é bom, imagine o filme.
Ele narra sua própria história de como nasceu com uma deficiência rara no rosto rara, e como enfrenta os preconceitos das pessoas que o olham com pavor e horror pra ele. Auggie fala como nasceu, e fala também de sua primeira vez na escola com outras crianças e os desafios que enfrenta ao longo de sua perfeita e emocionante narração.
O livro traz também a narração de sua família e os novos amigos que ele faz na escola, e suas aventuras como um garoto extraordinário. Acredito que a apo…

(Resenha) A Laranja Mecânica, de Anthony Burgess

A Laranja Mecânica, de Anthony Burgess é um Romance Inglês Distópico, publicado Originalmente em 1962. O livro traz a narração em primeira pessoa do jovem deliquente Alex, que aos quatorze anos, narra sua autobiografia sobre suas aventuras e desventuras, cometendo inúmeras violências contra cidadãos, em conluio com seus amigos: George, Pete e Tapado, uma gangue de arruaceiros que vivem traquinando com os cidadãos do subúrbio londrino.
Por consequência de seus atos violentos, Alex vai parar na cadeia e depois no presídio. E é lá, nesse lugar horrível que ele próprio se vê cercado de perigosos bandidos com quem divide a cela. Mas um incidente acontece com um dos presos, e Alex é acusado novamente de assassinato. Ele é transferido para uma ala que mais parece um hospício. E é justo nesse lugar, que os doutores começam a tratar de sua delinquência e violência. Alex é submetido a sessões torturantes de filmes de violência, igual como ele cometia contra as pessoas de bem nas ruas, e isso com…

A Balada de Bob Dylan - Um Retrato Musical, de Daniel Mark Epstein (Resenha)

" O Jovem de aparência frágil e cabelos castanhos desgrenhados entrou no auditório pelo lado esquerdo do palco, arranhando seu violão enquanto as pessoas ainda se acomodavam em seus assentos.
Três filas de cadeira dobráveis tinham sido apressadamente dispostas  em um semicírculo no palco, atrás do lugar reservado ao músico, para dar conta do grande afluxo de última hora. Agora os retardatários , sentavam-se aplaudindo enquanto ele passava. O jovem usava uma camisa azul desbotada, calça jeans azul e botas. Sua entrada foi tão casual e inesperada que deu a impressão de que ele vinha de tão longe, cantando o tempo todo para si mesmo e para qualquer grupo que pudesse reunir nas esquinas e na frente das lojas.
Caminhou em direção ao centro do palco, perto de um banco alto de madeira.
No assento do banco de madeira havia um amontoado de brilhantes gaitas Marine Band. Mal agradecendo os aplausos e levemente constrangido por eles, deu uma guinada até seu lugar usando um suporte de ferro par…

O Cortiço de Aluísio Azevedo ( Resenha)

Aí está.

Mais uma prova literária de que a Literatura Brasileira vale muito a pena ser lida e apreciada por leitores exigentes e que gostam de uma boa história que os entretenham. Em OCortiço, Azevedo Aluísio (1857-1913) narra em terceira pessoa, a história do ambicioso e avarento vendeiro, João Romão, um homem ambicioso que tenciona enriquecer, e para isso, usa a escrava Bertoleza, cujo marido, faleceu em um acidente de carroça, para os seus planos ambiciosos. Ele e Bertoleza se ajuntam como amantes, e começam a faturar na taverna. João Romão constrói um amontoado de quartos, no qual será o Cortiço, enriquece às custas dos pobres. Invejoso, e com os bolsos cheios de dinheiro, ele tenciona casar com Zulmirinha, filha de Miranda, seu vizinho do sobrado ao lado, que também sente inveja de João, e compra o título de barão. Tanto Miranda como João, um tem inveja do outro.

A história gira em torno dos moradores do cortiço, cujas mazelas sociais o autor expõe com veemência o sofrimento desses…

Os Dragões do Éden, de Carl Sagan (Resenha)

Ultimamente tenho incluído os livros do Astrônomo e Cientista americano, Carl Sagan (1934-1996) no topo da minha lista de leituras. E como já era de se esperar, resolvi comentar aqui no blog um pouquinho do último livro dele lido por mim, Os Dragões do Éden. Tecer inúmeros elogios à ele, não basta, sendo que Carl foi o maior divulgador do ceticismo e da ciência, importante astrônomo e um dos idealizadores do Projeto SETI (Busca por vida alienígena), ambientalista, e defensor ferrenho do ecossistema. Dr. Sagan, como era conhecido no campo científico, merece ser lido e conhecido em suas obras magníficas sobre ciência.
Em Os Dragões do Éden, ele explica minuciosamente acerca do surgimento do universo, e traz no livro, um calendário cósmico com as respectivas datas da existência dos microorganismos, passando pelas eras mesozóica, pliocênico, e até a existência do homem em cima da terra, e nos lembra constantemente que o universo é antigo e nós, seres humanos, muito recentes.
Nos seguinte…